Como trabalhar as informações em nosso campo energético?

As informações ou energias que carregamos em nosso campo energético (aura) são formadas pelo conjunto de pensamentos, emoções e fragmentos de lembranças que repetimos e vivemos ao longo de nossos dias. Porém não é em nosso campo energético que estas informações estão gravadas.

Em nossa aura, carregamos somente as últimas impressões que tivemos desde a nossa última limpeza de aura. Uma vez realizada uma limpeza (ou descarrego) destas energias, nosso campo torna a ficar uniforme, nossa mente clara e nosso coração leve. Algum tempo depois, este campo conterá as novas informações que exteriorizamos.

As informações que exteriorizamos são baseadas em nosso sistema de aprendizado e do conjunto de lembranças, conceitos que guardamos em nós, de padrões familiares, de nossos ambientes de convívio, cultural, relacionamentos, dentre outros que entramos em contato. Todas estas informações, inclusive memórias e impressões de vidas passadas, ficam armazenadas em nossos chackras, que ficam em nossos corpos mais sutis.

É como se guardássemos em nós uma “biblioteca” de tudo que aprendemos desde que iniciamos nossa jornada encarnacional. Consultamos esta biblioteca pessoal a cada interação e experiência que vivemos e respondemos às situações que se apresentam em nossas vidas de acordo com as informações que temos em nós.

Trabalhamos estas informações que temos gravadas sempre que as acessamos e tomamos uma decisão: se concordamos com o que temos gravado em nós ou se gostaríamos de substituir esta informação por outra de uma frequência diferente.

Ao tomarmos esta decisão, estamos fazendo a manutenção do nosso próprio campo energético e da nossa frequência de vibração pessoal. O nosso campo energético está sempre mudando, à medida que nós também vamos mudando. Assim, novos aprendizados e amadurecimentos são registrados em nós, e refletem-se em nosso campo, assim como em nossas vidas.

Campos energéticos

Nosso campo energético é um campo de força que nos envolve. Também o chamamos de aura.

Em nosso campo, circulando nosso corpo físico e nosso conjunto de corpos sutis, guardamos um registro de todas as informações, pensamentos e sensações que nos compõem, ou seja, que produzimos recentemente. Estas informações têm a forma de energia, e dependendo da qualidade de sensações e pensamentos que temos, pode ser mais sutil ou mais densa, causar bem estar ou um desconforto nas pessoas que se relacionam conosco.

Gaia, nosso planeta Terra, também possui uma aura. Esta é formada pelo conjunto de emoções, pensamentos e impressões de todos os Seres vivos que nela habitam. Assim sendo, a aura planetária é formada por setores de frequência, onde diferentes regiões habitadas por diferentes conjuntos de pessoas, com diferentes culturas, costumes e modos de pensar, emitem pensamentos e emoções distintos e, portanto, constroem sua própria aura ao redor de sua cidade ou país.

Um campo energético também pode ser uma relação entre duas ou mais pessoas. Por exemplo: um casal possui um campo energético em que ambos gravam informações relacionadas a como se sentem em relação um ao outro. O campo energético familiar ou de ancestralidade é o campo energético formado pelo conjunto de sensações, informações e pensamentos de todos os membros de uma determinada família.

Um campo energético não tem suas informações “apagadas” só porque as pessoas que o construíram desencarnam. Estas informações continuam existindo neste campo de energias e as conseguimos acessar. Sejam as informações de um campo familiar, conseguimos acessar as informações do campo de um membro que já faleceu (um exemplo é a terapia de Constelação Familiar), seja o nosso próprio campo energético que acessamos novamente quando tornamos a encarnar.

Em um campo que contenha as informações de uma relação entre duas pessoas, quando estas pessoas tornam a encarnar e se encontram, podem sentir as impressões de sua relação anterior, sentindo afinidade, familiaridade, culpa, repulsa ou outro sentimento sem motivo aparente, dependendo do tipo de relação que cultivaram. Têm a chance, a partir daí, de reconstruírem e acrescentarem informações ao seu campo energético em comum, continuando sua experiência de vida.

Acessamos as informações em nosso campo energético e das pessoas às quais entramos em contato inconscientemente e o tempo todo. Estas leituras têm a forma de sensações, as sentimos em nosso corpo físico. Aprender a confiar nestas leituras e a reconhecê-las ajuda a empoderar nosso lado intuitivo.

Por que é tão difícil enxergar o outro?

Somos um Universo em miniatura. Todo um conjunto de vivências, experiências, aprendizados, pensamentos. Tanto e tantos, que muitas vezes nossos pensamentos, preocupações, emoções e até idéias que temos formadas sobre muitas coisas nos povoam e envolvem completamente.

Se você tem muita coisa na cabeça sempre, e está sempre envolvido com alguma questão pendente, uma lista de coisas para fazer interminável e conceitos pré formados que tem de todas as coisas, é possível que você tenha dificuldade de ver o mundo do outro.

Para se enxergar o mundo do outro, é preciso primeiro limpar e desapegar-se de toda carga energética que possamos estar carregando a mais ao nosso redor. Esta carga é como uma neblina de informações a nos circular. Quando amena, deixa passar luz e podemos enxergar através dela. Quando muito condensada, é difícil até de enxergar onde estamos, o que estamos fazendo e com quem estamos nos relacionando.

Neste último caso, passamos a enxergar somente a nós mesmos, nossas idéias, nossos conceitos, nossas próprias emoções e preocupações. Temos dificuldade de nos fazer compreender e de compreender o outro, pois a sensação é de que estamos muito distantes, mesmo estando na frente do outro, ou de que há uma barreira invisível entre nós.

Todo este “lixo” energético fica ao nosso redor, em nosso campo energético (nossa aura) a não ser que o retiremos dali.

Criar o hábito de limpar o seu campo diariamente ou até mesmo de tempos em tempos promove não só uma maior clareza das coisas, como também de seus pensamentos. Você pode perceber que um mesmo problema ou questão pendente, vista da óptica de uma mente clara e um campo energético sem interferências, pode se tornar muito simples e até divertido de se enfrentar.

Ondas cerebrais Beta, Alpha, Theta, Delta e Gama

As ondas cerebrais são a frequência em que o nosso cérebro físico funciona. Esta frequência está diretamente ligada aos nossos níveis de consciência. O nosso corpo físico é o veículo de nosso espírito, a ferramenta com a qual navegamos neste mundo. Aprendendo a reconhecer e treinando nosso corpo a alterar suas frequências, podemos obter diferentes níveis de consciência e utilizar estes níveis para obter curas em nosso campo Mental e corpo Emocional.

Tomamos o controle da direção de nossas vidas quando nos empoderamos de nossas próprias ações, decisões e de como reagimos a cada situação que se apresenta. A forma como reagimos, tanto emocional (o que sentimos) quando mentalmente (com pensamentos) fica gravada como um registro em nosso campo energético, que é a nossa aura. Então, o nosso corpo “aprende” com nossas ações e decisões. Em uma situação seguinte similar que se apresente em nossas vidas, dependendo da frequência de onda que o seu cérebro físico estiver (em alto índice de estresse, liberando muita adrenalina no corpo), seu cérebro irá selecionar o “comportamento padrão” de resposta, que foi o que você gravou em seus corpos da última vez, e reagirá de forma inata da mesma forma como você reagiu anteriormente. Só depois do ocorrido você poderá racionalizar esta resposta como uma reação inconsciente àquela situação.

Então como reprogramar decisões com novos padrões de comportamento e melhorar nossa qualidade de vida, a saúde de nosso corpo físico, níveis de estresse e alcançar uma maior paz mental?

Acessarmos estes padrões de comportamento, que são informações na forma de energia, gravadas nos neurônios de nosso cérebro e em nosso corpo energético e chackras, alterando nossas frequências cerebrais para conseguirmos ler estas informações na frequência em que estão gravadas. Uma vez lidas, estas informações encontram-se acessíveis para uma tomada de decisão: podemos decidir gravar uma nova informação no lugar desta, uma informação melhor.

Uma vez gravada a nova informação, todo nosso sistema passa a funcionar naquela nova frequência de vibração. Assim, conseguimos acessar e curar traumas e lembranças do passado, nosso campo energético familiar e desbloquear áreas da vida que estejam estagnadas.

Seguem abaixo as ondas cerebrais:

Ondas Beta

É o estado em que você se encontra agora. Traduz-se em um estado normal de vigília e de mente alerta, à lógica e ao raciocínio crítico. Em um ritmo rápido e regular, esta frequência está a aproximadamente 13 Hz.

À medida que aumentamos o nível de estresse e agitação mental, podemos chegar até 30 Hz. A elevação e alteração frequente desse estado promove a geração distúrbios psicossomáticos e físicos, pode desencadear estafa, insônia, aumento de pressão arterial, disfunções de metabolismo e aumento de peso corporal.

Ondas Alpha

Estado meditativo e sereno da mente, com poucos pensamentos. Ocorre durante o sono ou em relaxamento. É mais lenta, podendo ir de 7 Hz a 13 Hz. É estável e rítmica, com mais amplitude e mais energia. É um estado regenerativo da mente e do corpo, pois nesta frequência ocorrem o relaxamento dos músculos, a normalização e regularização da pressão e batimentos cardíacos e a integração entre os dois hemisférios do cérebro, dentre outros benefícios.

É a porta de entrada para sua mente subconsciente e intuição.

Ondas Theta

É a onda da meditação profunda e do sono leve, poucos minutos antes de despertar, onde podemos ter insights, visões e comunicações mais claras com o plano etéreo com rememoração. É o estado onde experimentamos visualizações vívidas, grande inspiração, profunda conexão com o Todo e reprogramação mental e energética, cocriando o seu mundo à sua volta. Ocorre nas frequências de 4 Hz a 7 Hz.

Ondas Delta

É a frequência mais lenta, que vai de 0.5 Hz a 4 Hz e ocorre em momentos de sono profundo sem sonhos e em profunda meditação transcendental. Na yoga, é a meta do Samadhi: a união com Deus. O sono profundo libera o hormônio do crescimento HGH, que é essencial para a regeneração e cura do corpo. Nesse estado, o nível de energia aumenta e o êxtase interior torna-se cada vez mais intenso e a mente se aquieta. Quando atingido em meditação, o praticante transcende o limite de espaço e de tempo e mergulha na paz do Ser interior.

Ondas Gama

Esta faixa é a mais recente descoberta e é a frequência mais rápida, acima de 40 Hz. Enquanto pouco se sabe sobre este estado da mente, investigações iniciais mostram que as ondas Gama estão associadas com fortes rajadas de discernimento (insights) e de alto nível de processamento da informação.

Como se formam as doenças em nosso corpo físico

“O corpo espiritual guarda um histórico de todas as ações praticadas no mundo material. (…) Quando você poderia imaginar que raiva, ódio, inveja, egoísmo, intolerância fariam parte de um diagnóstico?”
Filme: Nosso Lar

Somos feitos de energia condensada. Assim como a água que é feita de moléculas, e estas de acordo com sua frequência de vibração podem assumir um estado sólido, líquido ou gasoso, nossos corpos energéticos possuem diferentes estados de frequência, indo desde o mais sutil (os corpos interiores) até o mais denso (que é o corpo físico).

 

 Tudo que pensamos, tudo que sentimos, emite uma energia, uma vibração, e vai para o nosso campo energético. Diferentes sensações, emoções e lembranças são manifestados e armazenados em diferentes partes do nosso corpo e tendem a ficar por ali, naquela região.

Então, se repetimos uma mesma emoção ou pensamento muitas vezes, este é o que estaremos “plasmando”, que significa que é esta vibração que estaremos emitindo de nosso campo. Esta informação fica, então, impregnada em nosso corpo. O ato de meditar, orar, agradecer emitem vibrações de alta frequência e estas, em nosso campo energético, nos harmonizam, no sentido de que tornam a vibração de nosso campo cadenciada e mais sutil, nos trazendo muita paz que é sentida por todos que chegam perto ou conversam conosco.

Se por acaso alimentamos emoções e pensamentos de baixa frequência, então são estes que estaremos emitindo. Porém, mais que isto: estas informações ficarão impressas em nosso campo energético e naquele local do corpo onde estão se originando (medo no chackra básico, amargura no cardíaco, insegurança consigo mesmo nos pulmões, e assim por diante. Com o tempo, à medida que vamos alimentando mais e mais esta mesma sensação ou pensamento, vamos colocando mais e mais energia ali, naquela parte de nosso corpo, até que se forma um ponto mais denso de energia escura. A energia densa acumulando-se, torna-se mais e mais densa, até que finalmente chega à mesma densidade do corpo físico e nós conseguimos percebê-la na forma de alguma “doença”.

A doença do físico é então, uma energia que se solidificou ao ponto de o nosso sistema de corpos sentir a necessidade de expulsá-la para fora de nós, na tentativa de reestabelecer o equilíbrio. O corpo humano e a natureza têm esta característica em comum: ambos estão sempre tentando reestabelecer o ponto de equilíbrio.

Antes de se manifestar no físico, o sintoma da doença começa a se manifestar para que nós atentemos para o que estamos fazendo. É importante prestar atenção ao que o nosso corpo físico está tentando nos dizer, pois ele fala conosco o tempo todo. Aprender a ler os sinais que o corpo te passa é não só uma via de auto conhecimento como um meio para estarmos em constante aprendizado e melhoramento de nós mesmos.

A nossa saúde energética

Em nosso dia-a-dia agitado quantas vezes paramos para perceber as mensagens que nosso corpo está nos enviando? 

O corpo fala conosco o tempo todo. Ele nos indica em que frequência estamos vibrando e se esta frequência é boa ou não para nós. Um cansaço, uma dor, pensamentos repetitivos, o hábito de estar em constante reclamação das coisas da vida, todas estas ações possuem uma frequência de vibração.

Já parou para pensar que você é formado por átomos e moléculas? E que estes carregam eletricidade e vibração? O nosso corpo, assim como todas as coisas formadas por elétrons e prótons, possui um campo energético que emana de si e que vibra a uma determinada frequência. Porém, é a mente que determina a qual frequência estaremos vibrando.

Somos feitos de energia viva e energia carrega informação. Informação esta que fica armazenada em forma de emoções e pensamentos ao redor de nossos corpos, em nosso campo energético. O corpo e a mente são capazes de perceber estas informações, sentindo-se à vontade perto delas ou não, e invariavelmente, se alimentamos um pensamento ou sensação por tempo suficiente, ele sempre retorna à nossa mente, mesmo que não estejamos mais pensando naquele assunto há um tempo. Isto acontece porque aquela informação já ficou “gravada” em nosso campo energético, e precisamos fazer algo para apagá-lo de lá.

Percebemos por meio de sensações a energia de pessoas e ambientes à nossa volta. Nosso corpo é, portanto, a nossa morada principal e cabe a nós construir uma morada agradável para se habitar. O primeiro passo para fazer isto é tomando consciência de como nossa morada está atualmente e de que tipo de ambiente gostaríamos de ter para nós mesmos, para habitarmos. Esta consciência corporal e vibracional é feita apenas com a auto observação, nada além disto. Você é uma morada agradável para se estar? Como é estar só consigo mesmo? Como está se sentindo agora? Quais são os seus pensamentos neste momento? Está em paz ou está ansioso? Um modo de perceber estas respostas é parando por alguns instantes e deslocando sua atenção da mente (pensamentos) para o corpo (sensações). O seu corpo irá lhe dizer exatamente como você está se sentindo neste momento, e à medida que ele lhe traz estas informações, você pode escolher mudar as informações que você não quer mais carregar dentro de você.

Então se o seu corpo traz uma informação de raiva você pode perguntá-lo “por que”. Por que estou me sentindo assim? Com a consciência vêm as escolhas. Ao se deparar com uma emoção que você não deseja mais carregar, procure escolher cancelá-la substituindo-a por uma nova informação. O processo é como sobrescrever um arquivo de computador por outro e salvá-lo “por cima” do primeiro. Pense e sinta que você não deseja mais carregar aquela informação com você. E em seguida, pense e sinta como você desejaria sentir em relação àquela situação ao invés do seu estado atual.

A Jornada da Loba – Beltane

O trabalho da Jornada no dia de Beltane busca equilibrar ambos os aspectos, Sagrado Feminino e Sagrado Masculino, dentro do Ser.

A festa celta de Beltane celebra a fase do Sagrado Masculino que como o Sol está em seu auge e resurge na Terra com o despontar da Primavera; e o arquétipo da Deusa Virgem como Sagrado Feminino. Em Beltane, há a união destes dois arquétipos em um casamento de forças iguais.

Dentro de cada um de nós há um Sagrado Feminino e um Sagrado Masculino. Quando uma das forças está em desequilíbrio, há uma disputa dentro do Ser e este conflito interno manifesta-se em nossas relações com outras pessoas, que passam a assumir um “papel” exibindo este comportamento em desequilíbrio. Se temos ambos os aspectos equilibrados dentro de nós, não há a manifestação em nossa realidade destas relações de desquilíbrio, pois as forças de dentro estão equilibradas e estão bem e isto se reflete em seu exterior, em como nos colocamos para as outras pessoas, em nossas relações.

Sagrados Femininos com medo, oprimidos, feridos, sem criatividade, que não têm força para fluir livremente dão lugar a manifestações de nós mesmos com inveja, cobiça, ciúme e atitudes falsas e dissimuladas, ao mesmo tempo que forçam o nosso Sagrado Masculino pessoal a se defender com reações violentas ou de vitimização. Ao mesmo tempo que Sagrados Masculinos em desequilíbrio dentro de nós com medo, raiva, fracos ou sem espaço para se posicionarem em suas opiniões manifestam relações de imposição de opiniões, cegueira em relação aos sentimentos de outras pessoas e às verdades de terceiros como uma forma de se defender de agressões verbais ou vividas, violência física, incapacidade de lidar com mudanças ou situações adversas e de cuidar de si mesmo, forçando o seu Sagrado Feminino interior a assumir uma postura de histeria, vitimização e sentir-se preso a uma determinada situação sem perceber que você tem a escolha de seguir em frente ou dizer “não” e “basta“. Há infinitas outras formas de manifestação de desequilíbrio entre as duas polaridades dentro de nós.

É importante atentar para este equilíbrio interno entre ambos os aspectos dentro de nós mesmos, para que estejamos equilibrados emocionalmente e racionalmente e cultivemos relações sadias.

Neste trabalho de cura de Beltane, atentamos para o casamento místico entre ambas as polaridades dentro de nós. Este casamento se dá no chackra cardíaco, a casa do equilíbrio entre as suas forças.

Beltane é, então, a entrega do Ser ao seu próprio Eu Interior, quando o Ser se apaixona por si mesmo e retorna ao seu centramento, seu ponto de equilíbrio.

Na fisiologia da nossa árvore pessoal, que é a linhagem familiar de onde nosso espírito saiu, é a entrega da gota do espírito que reside dentro do seu corpo em retorno à sua árvore cósmica, do Ser Maior, desapegando-se de mágoas e medos do passado e retornando ao tempo presente, onde tudo que existe é a sua frequência original da Alma.

O trabalho neste dia será de profunda limpeza dos arquétipos Feminino e Masculino, e de seu equilíbrio de forças entre si, dentro de cada pessoa. Se há alguma energia mais fraca forçando a outra a assumir uma posição mais forte, haverá um trabalho de fortalecimento da parte mais fraca e de entrega de poder da parte mais forte, para que ambas se equiparem. Também haverá curas e liberações de energias armazenadas no chackra cardíaco.

Saiba mais sobre o projeto A Jornada da Loba em:
http://www.arthemisterapias.com/jornada-da-loba/

Link para o grupo de whatsapp onde é dado o tratamento:
https://chat.whatsapp.com/B7tmocXFTdcENiXaTmTird

Bênção do Útero – 30/04

Mais um dia de bênção e mais uma festa de união e presentes para nossos Sagrados Femininos se aproxima.

Amanhã, dia 30/04, acontece mais um dia de bênçãos. A Bênção do Útero é uma canalização de energias de cura oferecida gratuitamente pela inglesa Miranda Gray. Para receber a energia de cura, basta cadastrar-se no site da Miranda aqui e registrar a hora que prefere receber a energia (atenção para o fuso horário do Reino Unido). Hoje é o último dia para se registrar, então não deixe para última hora.

Desde que iniciou o movimento, Miranda tem formado Moon Mothers, que são mulheres preparadas para redirecionar a energia vinda de Miranda para um grupo de mulheres em sua região. As mulheres então, têm a opção de receber a bênção sozinhas em suas casas ou se reunir a um destes grupos de mulheres liderados pelas Moon Mothers para receber a energia em grupo. De qualquer forma, é preciso registrar-se anteriormente no site da Miranda.

A cada encontro, Miranda envia por email o tema da cura que será oferecida naquele dia de bênção. Nesta segunda-feira dia 30 o tema para o hemisfério Norte será “Aceitando nossa sexualidade” e o tema do hemisfério Sul será “Curando as mães ancestrais“.

Aqui no Arthemis Terapias, temos uma roda de mulheres virtual e nos reunimos em um grupo de whatsapp para recebermos as bênçãos juntas. No grupo não há Moon Mothers e não há lideranças. A idéia surgiu de mulheres que não tinham moon mothers em suas cidades, tinham problemas de locomoção ou não podem por algum motivo se reunir fisicamente a um círculo para receber a bênção em grupo. Então criamos o grupo para que pudéssemos receber a bênção em conjunto, cada uma em sua casa. Se este for o seu caso e você desejar unir-se a nós, acesse o grupo Ártemis – Trabalhos de Cura ou acesse Luas de Artemísia para o nosso grupo com temática sobre Sagrado Feminino (Sagrados Masculinos não podem participar deste último).

Inicialmente recebíamos a bênção juntas em Luas de Artemísia, porém como a bênção de Miranda passou a englobar homens para receber também a energia de cura para seus Sagrados Femininos, deixamos Luas de Artemísia somente para nossa roda de mulheres e criamos Ártemis – Trabalhos de Cura, onde também dou os trabalhos de cura do projeto A Jornada da Loba (saiba mais).

Wesak – Festa da luz

Hoje, dia 29 de abril, é celebrado o dia de Wesak, a festa de nascimento e morte de Buda. De acordo com crenças ancestrais, o Buda nasceu, alcançou a iluminação e deixou o Plano Terrestre em uma Lua Cheia de Touro; e volta todo ano para cumprir a promessa que fez à humanidade: a de que estaria conosco até o fim dos tempos, em que houvesse a iluminação total de todos os seres da Terra, auxiliando em nosso processo de caminhar evolucionário.

Todos os anos, lideres espirituais reúnem-se no Vale do Wesak, um lugar místico no alto dos Himalaias, onde Buda surgiu e abençoou a humanidade em suas bênçãos anuais durante sua vida na Terra.

A Lua Cheia do Wesak é também o tempo em que Cristo reúnem todas as Hierarquias Espirituais para dispensarem esforços para invocar as Forças Curativas de Shamballa. A cerimonia do Wesak é celebrada no Vale do Wesak, e uma vasta multidão assiste no vale, em frente à grande mesa de pedra que está ao fundo do vale.

Buda é a expressão da Sabedoria de Deus, a incorporação da Luz e o indicador da Proposta Divina. O Cristo representa o Amor Eterno de Deus e a promessa para a Humanidade. A Lua Cheia é como um jarro despejando um elixir divino. As bênçãos dos céus continuam por 3 dias durante a Lua Cheia de Touro, que tradicionalmente cai no mês de Maio, porém este ano está acontecendo no finalzinho do mês de Abril.

Wesak carrega em si os aspectos de iluminação, sabedoria e expansão da consciência. Mas, dentre esses três aspectos, a iluminação é o principal.

Por isto, neste dia 29, cujo pico se dá às 21:58 – horário de Brasília, pessoas do mundo todo realizam seus rituais de meditação, introspecção e orações por um mundo mais iluminado, justo e pacífico.

Um excelente dia de Wesak para todos!

Fonte:
http://verdademundial.com.br/2017/05/wesak/

Novo site & novos projetos

Agora o Terapia Quântica é Arthemis Terapias.
A página do facebook também está de cara nova (acesse).

Começamos o ano com a formulação do projeto A Jornada da Loba e o calendário de trabalhos de cura pra 2018 unindo os tratamentos do Projeto e nossas reuniões usuais da Bênção do Útero.

Consulte sempre a sessão Novidades para saber dos próximos eventos.